segunda-feira, 18 de julho de 2011

A Esperança não decepciona...


Como sempre fazemos, antes de iniciar a leitura, peçamos o auxílio do Espírito Santo. Oremos: “Ó vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis, acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra”. Oremos: “Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém”.
O objetivo desta seção é levá-lo a ler, meditar e orar com a Palavra de Deus por meio do antigo e comprovado método da Lectio Divina, que consiste em quatro passos: leitura, meditação, oração e contemplação. 
Tomemos hoje uma passagem da Carta de São Paulo aos Romanos (Rm 5,1-11) e façamos a nossa Lectio deste dia. Leia, devagar, à meia voz, os versículos indicados.
Como você deve ter visto, esta passagem é de grande beleza e profundidade. Mas o nosso objetivo aqui não é conhecer ou estudar os desdobramentos teológicos que ela oferece. Queremos, com sua leitura e meditação, fazer a nossa oração e permitir que o Senhor nos ilumine.
O apóstolo explica a relação que há entre a fé, a esperança e o amor em meio às tribulações que passamos na vida e, depois de um encadeamento de palavras, conclui dizendo que “a esperança não decepciona...” (v.5). Quantas vezes já sofremos decepções, não é verdade? Essas surpresas desagradáveis fazem parte do nosso dia a dia. Criamos expectativas acerca de coisas e pessoas, e quando elas não acontecem, lá vem a decepção. Porém, a Palavra de Deus vem hoje nos mostrar algo que não decepciona: A esperança! Você acredita nisso? E há uma razão pela qual ela, a esperança, não decepciona. É porque, continua a passagem, “o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado”. O amor de Deus é a garantia. Deus é fiel, quando esperamos nele, podemos ter a segurança que Ele nos dará sempre o melhor. Você já sentiu esse amor em seu coração? Talvez passe por sua cabeça um pensamento: “Mas eu não mereço...” Ninguém merece! O amor de Deus é um amor gratuito, mas não por algum merecimento nosso. É o Espírito Santo, que recebemos no Batismo, quem derramaesse amor. E note bem, é derramado, dando a ideia de abundância que é própria de Deus. Pare um pouco e reflita. Você está desiludido? Desapontado com algo? Coloque sua esperança no Senhor, pois Ele não decepciona.
São Paulo prossegue ainda mostrando outra verdade. “Dificilmente alguém dá a vida por um justo... Mas Deus demonstra o seu amor para conosco pelo fato de Cristo ter morrido por nós quando éramos ainda pecadores.” No diálogo com Nicodemos, Jesus já tinha revelado uma das maiores verdades da Bíblia: “Pois Deus amou tanto o mundo que entregou o seu Filho único para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3,16). Que graça incomparável, não é? O Pai, por amor, enviou-nos Jesus, que morreu para nos dar a salvação, a vida eterna. Bendito amor que nos concede tão imerecido dom! Medite e ore sobre isso.
 Releia o trecho mais uma vez. Veja outros pontos. São Paulo fala que a fé nos dá a paz em Deus (cf. v.1). Como é diferente a vida de quem tem fé! Você reparou no valor que ele atribui às tribulações? Elas geram a perseverança. Então, não se deixe abater quando passar por grandes dificuldades. Saiba que elas vão produzir a perseverança. E esta o levará a ter uma virtude comprovada. Ora, a virtude nos conduzirá à esperança que nos levará para Deus. Deus é Amor! Deus é a nossa esperança que não decepciona! Deus é fiel!
Oração
Quantas coisas o Senhor nos inspirou para orar com esta Lectio, não é mesmo? Retome sua oração louvando-o e agradecendo-o pelo amor maravilhoso do Pai. Continue agradecendo pelo amor de Jesus que deu sua vida na cruz por nós. Bendiga pelo Espírito Santo, o amor do Pai e do Filho, que se derrama em nossos corações. Agradeça ainda pelas tribulações e dificuldades, por mais dolorosas que forem, pois elas podem se tornar um poderoso meio de nos aproximarmos mais de Deus. Prossiga da maneira que o Espírito o conduzir. Contemple, enfim, a glória do céu que Deus tem preparado para aqueles que o amam.
Ao final da Lectio, lembre-se de tomar o seu caderno de oração e anotar as graças que o Senhor o(a) fez experimentar. 
Ó Deus, que enviaste a este mundo o vosso Unigênito para libertar da antiga escravidão o gênero humano, concedei aos que esperam vossa misericórdia chegar à verdadeira liberdade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Ó Maria, Rainha dos Pecadores e Consoladora dos aflitos, rogai por nós!
Shalom! 

José Ricardo
Comunidade de Aliança Shalom
Postar um comentário