quinta-feira, 3 de julho de 2014

O Vaticano reconheceu juridicamente a Associação Internacional de Exorcistas (AIE)

A Congregação para o Clero aprovou os estatutos da Associação Internacional dos Exorcistas (AIE). A Associação tem cerca de 250 exorcistas em trinta países.
Segundo o site Vatican Insider, a Associação Internacional dos Exoscistas (AIE) tem agora um estatuto jurídico. Com o decreto do dia 13 de junho de 2014, a congregação para o clero reconheceu juridicamente a AIE.
A ideia de reunir os exorcistas em uma associação – destaca o L’Osservatore Romano, surgiu na Itália com o padre Gabriele Amorth, religioso da Sociedade de São Paulo. Em 1993, padre Amorth e outros exorcistas italianos participaram de uma convenção organizada pelo exorcista francês René Chenassau e o teólogo René Laurentin. A experiência positiva se repetiu em 1994, em Ariccia, onde decidiram continuar estes encontros internacionais a cada dois anos. Foi eleito como presidente da estrutura o padre Amorth, assim foi aberto o projeto de estatuto para uma organização internacional.
O padre Francesco Bamonte disse ao L’Osservatore Romano que a aprovação feita pela Santa Sé “é motivo de alegria não apenas para os associados, mas para toda a Igreja. Deus chama alguns sacerdotes para este precioso ministério do exorcismo e da libertação, com a tarefa de acompanhar com humildade, fé e caridade as pessoas necessitadas de atenção espiritual e pastoral para sustentá-las e encorajá-las no caminho da libertação e para reavivar a esperança delas”.
O presidente da AIE disse que “o exorcismo é uma forma de caridade e benefício para as pessoas que sofrem; isto entra sem dúvida nas obras de misericórdia corporal e espiritual”.
Por Vatican Insider
Postar um comentário