terça-feira, 29 de julho de 2014

Luz sobre a mesa

Queridos Irmãos,
Shalom!
Há dias tenho me contido para evitar escrever a vocês e a outros amigos de forma mais clara sobre o que estamos correndo o risco de viver. Entretanto, o Evangelho de hoje ( a luz colocada no alto e nao sob o alqueire) questionou-me bastante e o e-mail de um irmao santo sensato e querido veio a confirmar minha lectio.
Infelizmente, com uma possível vitória do PT, estaremos entrando mais diretamente do que agora no que está sendo chamado de "comunismo moderno". A par disso, todos os escândalos, distorçoes da verdade, mentiras deslavadas e manipulaçao de toda espécie constituem ameaça especial. Será que, daqui a alguns meses, poderemos estar escrevendo um e-mail tao aberto como esse? Será que nao apenas os valores da fé católica (como acontece hoje) como a própria fé nao estarao sendo perseguidos, questionados, despresados? Será que agora mesmo, nesse instante, o sigilo de meu e-mail pessoal nao está sendo rompido? 
Falo a vocês como uma pessoa, católica, que nao quer ser uma luz sob um alqueire. Nao falo como formadora ou como co-fundadora. Falo como católica que lê no Catecismo que todo aquele que promover o aborto ou colaborar com ele (e é esse o caso do voto dado ao PT) está automaticamente excomungado. Falo como católica que precisa levar o Evangelho com liberdade a todos os que nao conhecem Jesus. Falo como católica que crê ser o Evangelho e o Magistério a Verdade e a felicidade para todos. Como dizia o Evangelho desse domingo, ou Deus, ou o dinheiro. Nosso povo está esquecendo-se de Deus em nome do dinheiro, está idolatrando um pseudo bem-estar como se "ter um celular no bolso" fosse capaz de apagar todos os erros absurdos do governo e da candidata do governo. É interessante o que os artigos abaixo dizem sobre isso. Se você quiser saber mais, abra o "you-tube" e digite "Dilma". Seus olhos terao mais razoes para abrir-se e rezar, pedindo ao Deus dos Impossíveis, que faça um milagre em favor do Brasil.
Repito que falo como cidadã, como pessoa, como irmã.
Deus nos abençoe a todos e nos livre de todo mal. Dinheiro, especialmente o ilusório, nao é tudo!
Passo a vocês trecho de artigo da revista canadense. Logo a seguir, Dirceu, que, ao convidar Dilma para substituí-lo na Casa Civil, chamou-a de "MInha companheira de armas". 
Nós, católicos, nao podemos ser esses tolos!!!
Por Maria Emmir Oquendo Nogueira


Postar um comentário