sexta-feira, 3 de junho de 2011

O Fogo da Sarça

O mais antigo método recomendado pela Igreja para uma leitura orante da Palavra é o da Lectio Divina, que consiste em quatro passos: leitura, meditação, oração e contemplação. “Procurai pela leitura, e encontrareis meditando; batei orando, e vos será aberto pela contemplação” (cf. Guigo, o Cartuxo – Catecismo 2654). Caso ainda tenha dúvidas acerca deste método, procure em artigos anteriores ou em outros livros.
Hoje vamos tomar uma passagem conhecida do Antigo Testamento que narra o encontro de Moisés com Deus na sarça ardente. Leia com atenção, à meia voz, Ex 3,1-6.
Então, pegou sua Bíblia e leu o trecho ou está continuando esta leitura “porque já sei como foi que Moisés ficou impressionado porque a sarça não se consumia...”? Você se lembra mesmo de toda a passagem? Sabe exatamente a sequência e os detalhes deste encontro decisivo na vida de Moisés e do povo hebreu que mudou profundamente a história da salvação? Vamos lá, coragem, abra sua Bíblia e leia e releia com calma o trecho indicado.
Um primeiro ponto que o texto diz é que Moisés fazia uma tarefa comum do seu dia a dia quando Deus lhe apareceu. Ele havia fugido do Egito, casara e apascentava o rebanho do sogro quando teve um encontro que o transformou. Será que Deus também não deseja lhe falar na sua rotina? Quantas libertações o Senhor quer realizar em nós e no seu povo através de nós...
O que atraiu Moisés foi o fato do fogo arder sem consumir a sarça. O que significa este fogo ardente para você? Você se lembra da passagem dos discípulos de Emaús (cf. Lc 24,13-35)? Quando Jesus lhes falava, seus corações ardiam. Também no Evangelho de São Lucas, Jesus fala que veio trazer fogo à terra e como desejava que já estivesse aceso! (cf. Lc 12,29). De fato, o Espírito Santo desceu como línguas de fogo que se repartiram sobre os apóstolos reunidos no dia de Pentecostes (cf. At 2,3). Este mesmo fogo do Espírito, que arde sem se consumir, o Senhor deseja acender em seu coração hoje.
“Moisés, Moisés”, chamou Deus do meio da sarça e ele respondeu: “Eis-me aqui” (cf. Ex 3,4). Escute o Senhor também chamando você pelo seu nome. Qual a sua resposta?
“Não te aproximes daqui. Tira as sandálias dos pés porque o lugar em que estás é uma terra santa.” Tirar as sandálias é despojar-se... Precisamos nos desapegar de muitas coisas para aproximarmo-nos do Senhor. Pergunte a Ele o que você precisa tirar de sua vida hoje. Não tenha medo de “perder”, pois na verdade é perder para ganhar muito mais; é tirar algo para deixar espaço para Deus.
“Eu sou o Deus de teus pais...” Não estamos sós. O Senhor conhece nossos pais, nossa família. Apresente ao Senhor as suas preocupações em relação aos seus pais, esposa(o), filhos(as).
“Então Moisés cobriu o rosto, porque temia olhar para Deus.” Numa reação natural, Moisés cobre o rosto, mas o Senhor continua com o seu olhar sobre ele. Moisés tem consciência de que Deus está ali, embora ele não tenha coragem para levantar seus olhos para Ele. Por que temer a Deus? A caminhada de relacionamento entre Moisés e Deus estava apenas começando. Tempos depois, Moisés pedirá para ver a face de Deus (cf. Ex 33,18-23) e o Senhor dirá que não é possível ao homem vê-lo e continuar vivendo, e se revelará “pelas costas” quando Moisés estiver na fenda da Rocha. No NT, o apostolo João vai testemunhar: “... o que ouvimos, o que vimos com nossos olhos, o que contemplamos, e o que nossas mãos apalparam do Verbo da Vida...” (cf. 1Jo 1,1) E você, tem medo de Deus ou tem desejo de ver a Deus?
Oração
Se você se sentiu tocado pelo fogo, ore para que ele arda em seu coração... Se, pelo contrário, você se sente frio e indiferente a esta Palavra, suplique ao Espírito Santo que renove o seu sacramento do Batismo (e do Crisma, caso tenha recebido). Deus deseja isto profundamente, mas você também deseja? “Pedi e recebereis. Batei e abrir-se-vos-á.” Peça, bata, insista, pois o Senhor é fiel e dará boas coisas aos que lhe pedem!
Após cada momento de oração, você pode abrir-se à contemplação dos mistérios divinos. Veja quão grande é o amor de Deus que quis se revelar! Como explicar ou entender pela lógica humana por que Deus se revelou aos homens? No entanto, Deus fez! E ainda mais! Continua a se revelar pessoalmente a cada um dos que o buscam de coração sincero. Que grande mistério a contemplar! E não contente ainda, Deus se tornou homem, sendo igual a nós em tudo, exceto no pecado, para que nos tornássemos seus filhos... Jesus, a revelação plena de Deus! Jesus, com seu coração ardente de amor que busca corações ardentes...
Para concluir, tome o seu caderno de oração e escreva tudo o que o Senhor lhe fez nesta Lectio, os principais rhemas ou graças recebidas e o que Ele lhe pediu para mudar na sua vida, e então, partilhe com outros irmãos e irmãs esta Obra de Deus.

José Ricardo Bezerra, 
Consagrado da Comunidade de Aliança Shalom 
Postar um comentário