domingo, 20 de fevereiro de 2011

NOSSA BANDEIRA DEVE SER JESUS


Músicos e artistas renovam seu compromisso
com a Palavra

Depois de seis anos de espera, o fim de semana de 15 a 17 de outubro foi marcado pelo encontro Nacional do Ministério de Música e Artes. A cidade de Paulínia, no interior de São Paulo, foi palco dessa grande festa que reuniu músicos, cantores, dançarinos e atores de todas as regiões do Brasil. Entretanto, a grande estrela do evento não foi nenhum artista. Todas as expressões artísticas foram depositadas aos pés do Senhor Jesus, o único digno de honra e glória.

Foram dias intensos de oração e pregação, embalados por muita música, dança e teatro. Os mais de mil participantes do encontro refletiram sobre a missão dos ministros de música e artes e o seu papel neste tempo de reconstrução vivido pela RCC do Brasil.

Durante a pregação, a coordenadora nacional do ministério, Juliane Morigi, falou sobre a necessidade dos ministérios de música também passarem por um processo de reconstrução para que os grupos de oração e todo o movimento sejam fortalecidos. “São muitos os ministérios destruídos pela falta de unidade e de oração, que acabam abandonando os grupos de oração para seguirem projetos pessoais. E a triste realidade são grupos de oração fechando ou tendo seu número reduzido por falta de comprometimento dos ministérios de música”, afirmou.

As alternativas para que a realidade dos ministérios de música e artes sejam transformadas foram sendo indicadas ao longo das outras pregações do encontro. Durante a pregação do ex-coordenador do ministério, Eugênio jorge, os artistas foram exortados a investir na intimidade com o Senhor e serem cada vez mais amigos de Deus. Segundo o cantor: “Muitos levantam a bandeira da música católica. Pois abaixem essa bandeira e levantem a bandeira da Cruz de Cristo! Os servos que fazem a obra ‘para’ Deus farão muitas coisas e ficarão cansados. Mas aquele que conquistar a intimidade com Ele fará a obra ‘de’ Deus! Nosso chamada é para a glorificação de Deus e edificação de seu povo. Se Jesus não tem a você, ao seu coração, a Ele não interessará sua música, seu teatro, sua dança! Jesus prefere você calado, desde que Ele tenha a você, ao seu coração. Todo ministério eficaz será fruto de uma profunda intimidade com Jesus!

Em sua última pregação, Juliane Morigi ressaltou a importância da Palavra fazer parte do cotidiano dos artistas para que um verdadeiro trabalho de evangelização seja realizado. “Retome a oração, a leitura da Palavra, os Sacramentos. Tem artista que quer falar de Jesus mas não ouve sua Palavra. Os músicos carregam caixas de som, bags pesados, e às vezes, chegam ao Grupo de Oração sem a Palavra de Deus”.

Para que no meio dos ministérios nasça uma nova arte capaz de ser intrumento da ação de Deus, Juliane exorta: “Sejam obedientes a esta Palavra. Reúnam seus ministérios para irem junto à Missa, perguntem para Jesus: onde estamos errando? Onde precisamos melhorar? Para que o Senhor coloque a luz em seu ministério, pois é pela música que a mensagem pode chegar aos corações. A música chega onde não chega a pregação. E o Senhor vai nos inspirar novas músicas, danças, peças de teatro. Uma nova arte está escondida no Coração de Jesus para seu ministério.”

Fonte: REVISTA RENOVAÇÃO
ANO 12 – NÚMERO 66 – JANEIRO/FEVEREIRO 2011
Postar um comentário