quarta-feira, 16 de março de 2011

Vasos de Barro na Mão do Oleiro

Jeremias 18,6
Jeremias profetizava, trazendo mensagens de juízo e castigo. Sabedor que era da sentença irrevogável de Deus, estava extremamente triste e preocupado, pois sabia que o Senhor traria o castigo prometido. Deus, ao vê-lo nesse estado de preocupação, o convida a descer à casa do oleiro, pois lá iria responder suas inquietações.

O profeta chega à olaria, esperando encontrar alguém que pudesse lhe oferecer respostas. Para sua surpresa, naquele recinto havia apenas o oleiro, envolvido em sua tarefa. Jeremias ficou observando a atividade daquele profissional e foi atraído para aquele momento em que depois de quase pronto, o vaso quebrou-se nas mãos do oleiro, e este, sem se dar por vencido, recomeçou e fez daquele barro um outro vaso.

Foi aí que o Senhor lhe falou: "Como o barro nas mãos do oleiro, assim sois vós, nas minhas mãos, diz o Senhor".

E esta é uma mensagem que ressoa aos nossos ouvidos até hoje.
Passaram-se eras, tempos e séculos, mas o relacionamento entre Deus e o homem continua passando pelo mesmo processo. Eis aí mais uma das grandes provas do amor de Deus: O oleiro que jamais abandona seu projeto de reestruturação e salvação.

Ao analisarmos o texto de Jeremias 18,1-6, podemos DESTACAR três coisas que o profeta OBSERVOU naquele dia:

01. O BARRO - Matéria-prima utilizada pelo oleiro - Elemento frágil, sem grande valor comercial - representa o ser humano.

A grande característica do barro que em uma analogia simples aponta para o homem, é o fato de o barro ser maleável, moldável, fácil de se esculpir. Esta é uma particularidade do barro. Outras matérias que também são utilizadas para a escultura não têm esta característica, esta facilidade.

O homem é trabalhado pelo Senhor dia-a-dia, no processo de transformação da matéria-prima para produto manufaturado.

O barro, no entanto, pode resistir ao processo de modelagem, através de alguma sujeira ou impureza que contenha em si. Por isso que o versículo 3 diz que o vaso quebrou-se nas mãos do oleiro. Aprendemos com isso que nós podemos nos estragar, trincar ou rachar, mesmo estando nas mãos de Deus, atrávés da nossa resistência ao seu agir.

Façamos, pois, como Davi que ao fugir de Absalão foi espraguejado e xinguado por Simei. O comandante do seu exército quis defendê-lo, desejando matar o infrator. Porém, sabiamente, Davi retrucou-lhe: Deixa-o. Se Deus quer que eu seja amaldiçoado, quem sou eu para retirar a Sua mão ou resisti-Lo.

Enquanto resistirmos ao agir de Deus, só atrasaremos a vitória final. Como Deus nunca desiste de nós, cada vez que quebrarmos em Suas mãos, Ele recomeçará...

02. AS RODAS - Jeremias viu também as rodas - Era a ferramenta onde o barro era trabalhado. Simbolizam os meios através dos quais o Senhor trabalha em nossa vida. Eram duas as rodas que compunham a máquina. Uma maior em baixo e outra menor em cima. Elas rodavam através do movimento de um pedal.

Essas duas rodas podem ser comparadas ao TEMPO e às CIRCUNSTÂNCIAS. São dois intrumentos utilizados pelo Senhor para nos aperfeiçoar, para trabalhar nosso caráter.

Cada luta, cada adversidade, calúnia, difamação, traição, e demais problemas que enfrentamos ao longo do tempo, são, na verdade, ferramentas nas mãos do Senhor para nos moldar.

E é tudo no tempo e propósito dEle. Não adianta desesperar, achando que não dá mais, que tem que ser agora... Nós vivemos no Cronos - tempo do homem. Tempo que é contado, que é cronometrado por nós.

Talvez você esteja dizendo: - Três anos com essa luta... Seis meses com essa dor...Quanto tempo vou ter que esperar? Até quando aguentarei?

Deus trabalha em nós no cronos, mas de olho no Kayrós.

Pois Kayrós é o momento dEle na nossa vida. é o momento em que Deus decide que chegou a hora de passar o barro pela maromba e o liberar da pressão...

03. O OLEIRO - Além do barro e das rodas, havia o oleiro, o profissional, aquele que sabe o que fazer com o barro, que o molda. Aponta para Deus, o artífice da alma e do espírito.

Como oleiro, encontramos em Deus as seguintes características:

DEDICADO - Deus não é negligente, não deixa o barro endurecer por falta de atitude...

TRABALHA PEÇA POR PEÇA - O Senhor não é um fabricante que produz por atacado, em larga escala e por isso faz todas as peças numa mesma fôrma. Ele trabalha em nós, particularmente, individualmente. Ele conhece a cada um de nós, sabe de nossas fraquezas e necessidades.

PERSISTENTE - Deus não desiste de seu projeto. Por isso, não desanime-se, pois Ele não te deixará enquanto não te abençoar.

Por isso, queridos irmãos e irmãs, entreguem-se nas mãos do oleiro, amem-No e tenham plena convicção de que o produto final sairá perfeito, pois Ele tem pleno controle e muita criatividade para fazer outro vaso segundo bem lhe parecer.

Em Cristo,
abraço e ósculo santo. 
 
Pe. Emílio Carlos
Comunidade Alpha e Ômega
Postar um comentário