domingo, 20 de setembro de 2009

Sagrada Escritura

A Palavra Bíblia, vem do grego “Biblion ou Biblos”, cujo nome vem de uma “cana” no qual era extraída uma fibra(espécie de papel), que significa “livro”, e cujo plural surgiu o nome “Bíblia”, dando origem ao conjunto de livros do 1º e 2º Testamento(Velho e Velho Testamento).
Nela se manifesta a Revelação Divina para os homens, ela é a grande Carta do Amor de Deus para a humanidade. O termo “Palavra” vem do Hebraico DABAR. Em diversos cantos e recantos do mundo a Bíblia tem diversos nomes: Sagrada Escritura, Sagradas Letras, Palavra de Deus, Divina Revelação, A Lei, A Lei e os Profetas, Livro Sagrado.
Contudo Ela tem três grandes linhas de ação: Mostrar quem é Deus, Mostrar quem são os homens, Manter o povo na caminhada para Deus. Vamos ver um a um:
• Mostrar que é Deus: Não mostrar em si, pois é impossível, mas o que é Deus para os homens, o seu grande plano para humanidade-de Amor e Felicidade, através de um projeto que nos dá vida, liberdade, missão, até o nosso fim último(a vida eterna) ou quando Ele voltar.
• Mostrar quem são os homens: Mostrar o lado bom, e ruim (pecado).
• Manter o povo na caminhada para Deus: Mostrando o passado( fidelidade de Deus), mostrando o presente(realidade e soluções) e o futuro que são as Suas Promessas.
O objeto central da Bíblia é Jesus Cristo que é o Centro da aliança. Tendo seus diversos autores e livros, como também gêneros literários, a Bíblia guarda uma maravilhosa de pensamento: no AT, é anunciado o Messias(Jesus); no NT, é narrada a ação(Doutrina) desse mesmo Jesus Cristo Salvador, e da igreja fundada por Ele, para dar continuidade a sua obra de Salvação. Escrita em três línguas: Hebraico, Grego e Aramaico.
Dividida em duas partes: VT 27 livros e NT 46 livros. Antes de ser escrita Ela foi levada oralmente de pai para filho, de geração a geração(I Tes 2,13; II Tes 2,15).
Entrando em um assunto mais importante, que são os livros Deuterocanônicos, livros que faltam na bíblia das denominações, que são: Tobias, Judite, Sabedoria, Eclesiástico, Baruc, Macabeus I e II (sete últimos capítulos de Ester e 3 passagens de Daniel), que para eles são livros de “títulos falsos”. Só formam aceitos pela Igreja, após dúvidas sobre sua inspiração, tendo sido discutida em vários Concílios.
Com isso acredito que deu para compreender um pouco sobre a Sagrada Escritura, em um contexto histórico e para a nossa vida. Quer ter intimidade com a Palavra de Deus faça a experiência da oração pessoal.
A oração pessoal é de grande importância para nós cristãos. Aqui seguem alguns passos para começar:
• Fazer em um lugar silencioso;
• Ter um caderno para anotações;
• Rezar abraçando á Bíblia, vá pedindo com suas palavras para que Deus fale para você o que é de necessidade para seu crescimento espiritual;
• Depois de 5 minutos de oração, abra a Bíblia e logo a leitura se fixara no seu olhar leia e reze novamente e tire o que é de necessidade e escreva e veja o que Ele falou a você;
• Tudo o que Deus for colocando em seu coração anote e guarde o seu caderno, e não é para estar mostrando para ninguém;
• Ao ler o texto escreva a sua oração no caderno e medite nela;
• Sempre aos poucos vá aumentando o momento de oração, para que cada vez mais você possa se achegar ao Coração de Deus e da Virgem Maria.

Diego Tales
Deus e a Virgem Maria nos guardem! Abraços.
Postar um comentário