quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Vivendo o Advento : O que nós esperamos?

Um teólogo ortodoxo fazia uma afirmação do homem de hoje: “movido por uma alienação, o homem deste mundo vive no passado, nas suas recordações ou à espera do que vai lhe acontecer; quanto ao momento presente, ele procura fugir, através da sua criatividade. A pessoa não vive o aqui e o agora, mas num mundo de fantasias do qual não se dá conta” (Evdokimov).
Essa realidade nos envolve a todos, porém o tempo do Advento não é um momento para nos colocar medo “porque o Senhor voltará”. O tempo presente é um chamado forte a cada um de nós à conversão.
Não podemos nunca nos esquecer da fidelidade oferecida pelo próprio Deus que, sem dúvida alguma, realiza a Sua Obra em nós. E o que significa esta Obra na nossa vida?
Muitos, como já vimos, vivem num mundo de fantasias ou numa realidade que não existe, buscando seguranças nas coisas e se esquecem ou não percebem que a realidade de hoje é vivermos numa cultura contrária à fé. De fato, as pessoas de hoje vivem sem esperanças, mergulhadas em ilusões. Estas levam-nos a vivermos alienados, fechados em nós mesmos. O chamado à conversão é sairmos desta realidade. Afirma a Sagrada Escritura: “Recobra, pois, o fervor e converte-te! Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa” (Ap 3, 19-20). Esta é a voz da trombeta do Advento! Portanto, abramos a nossa vida para que o Senhor possa entrar. Ele está batendo à porta do teu coração e está pedindo-te que não continues vivendo no engano sob as baixas paixões, sob o domínio da alienação. Olhas para tua vida! Olhas para as pessoas que te rodeiam! Vemos muitos “matando” o tempo. Vemos pessoas destruindo as suas vidas através da pornografia, através de uma sexualidade liberal e desregrada que só leva a humanidade à destruição.
Como é difícil encontrarmos pessoas na verdadeira espera… Nós perdemos esta dimensão da vinda do Senhor, pois Ele quer nos levar ao céu.

Aqueles que vivem da carne envelhecem, morrem… Viver da carne não é outra coisa senão perder de vista uma grande verdade: Somos Filhos e Filhas de Deus! Viver no Espírito é viver com os olhos fitos no céu, na expectativa que em qualquer momento o Senhor chegará e nos levará com Ele.
Deixemos de viver do passado! Deixemos de viver pensando no futuro! Tudo isso leva-nos a estar feridos pela vida, órfãos da alegria. Se olharmos para o passado, parece que tudo foi um fracasso. Se olharmos para o futuro, nada daquilo que imaginávamos acontece.
O Cristão é chamado a viver o hoje, o agora e experimentar que o Senhor está ao seu lado, que Ele é fiel. É o Único que pode dar-lhe a alegria tão procurada. No fundo, buscamos a felicidade (a alegria plena) e é essa a promessa que o Senhor nos faz. Ele quer conquistar-nos (Fl 3,12), seduzir-nos para que aprendamos que vale a pena abandonar a nossa vida em Cristo. Vale a pena sair do engano. Vale a pena deixar as drogas, a bebedeira, as prostituições, a pornografia etc. Dê uma oportunidade ao Senhor neste Advento, para que Ele entre na sua casa, na manjedoura do seu coração.
O homem é aquilo que ele espera. Então, espero que todos nós estejamos vigilantes, esperando o Senhor, pois Ele virá como um ladrão… Ele não avisa! Oxalá, que nos encontre alertas a este grande acontecimento.

Reflexão: 1 Tessalonicenses 5, 1-11

Como Você está vivendo a certeza de que o Senhor virá em qualquer momento na sua vida?
Postar um comentário