sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Menino de sete anos pede ao presidente Obama que modifique “lei que mata bebês”

Um menino de sete anos identificado como Alexander G. escreveu uma carta ao presidente dos Estados Unidos Barack Obama pedindo que por favor “modifque a lei que mata bebês quando ainda estão na barriguinha das suas mães”.

A mãe do menino, Marina G. em uma nota dirigida ao National Right to Life News (NRL por suas siglas em inglês), explicou que compartilha a carta de seu filho escrita no dia 25 de janeiro – Dia da grande Marcha pela Vida em Washington, porque “apesar de ser um menino de sete anos, ele tem um sonho, uma crença e um coração”.

Marina assinalou que seu filho se converterá na “geração de homens e mulheres com valentia que estão preparados para defender o direito de viver de cada pessoa, nascidos ou não”.

Na carta, escrita com faltas ortográficas próprias de sua idade, publicada no Lifenews.com no dia 29 de janeiro, do menino lhe diz ao mandatário:
Querido Presidente Obama

Meu nome é Alexander. Tenho 7 anos. Por favor, mude a lei que mata bebês quando ainda estão na barriguinha das suas mamães. Estes bebês estão vivos e nenhum deles escolheu morrer. Por favor faça uma nova lei que proteja os bebês. Martin Luther King Jr tinha um sonho e mudou (os) Estados Unidos, e eu também tenho o sonho que as mamães cuidem bem dos seus bebês na barriguinha e tragam os bebês aos orfanatos para que outras mamães possam adotá-los e eles serão felizes. Eu também serei presidente quando crescer.

Seu amigo
Alexander G.


Por: ACI Digital
Postar um comentário