sábado, 25 de setembro de 2010

A HORA DE MARIA - Por Carol Zabisky


Maria sempre esteve conosco, na Beatitudes. O Coração Triunfante de Nossa Senhora, é nosso seguro porto e força revigorante. "Se Jesus se deitou no peito de Maria, porque eu fugiria dali?" (Regras Beatitudes).

Assim que chegamos à comunidade, no início de 2001, cheios de nós mesmos, muitos desafios apareceram diante de nós. E um deles era o grande desafio da vida fraterna. Éramos ainda "EU" e não "NÓS". Não sabíamos que a verdadeira alegria estava em perder, em dar a vez ao outro; em ouvir mais, falar menos; em descobrir a riqueza do irmão... o grande desafio de se experimentar a verdadeira liberdade, através da vida fraterna estava diante de nós mas não tínhamos ainda esta consciência. Pois bem. E eis que muitos atritos surgiram antes que pudéssemos perceber a riqueza da vida em comunidade. E a mão de Nossa Senhora estava lá para nos auxiliar nesta percepção que nos faltava.

O primeiro momento de oração comunitária que o Senhor inspirou, através do Silvinho foi a HORA DE MARIA - um momento em que só as mulheres estariam em oração e intercessão por toda a comunidade. Naquela tarde, às 15h estava eu e a Nady e uma história muito linda com Maria nascia ali. No primeiro dia de oração, no primeiro dia da HORA DE MARIA, Nossa Senhora nos pediu apenas uma coisa: "SILÊNCIO". E ela nos dizia ao coração: "Não se preocupem em ter razão, não se preocupem em provar que têm razão. Silenciem-se e deixem que eu cuido. Se vocês tiverem a razão, no momento oportuno, Eu colocarei às claras. E se vocês não tiverem razão, o silêncio mostrará." E assim fizemos, e os atritos foram se dissipando, um a um...

Nos dias seguintes, fomos nos aprofundando no Coração de Maria, em seu silêncio, em seu jeito de ser. E Nossa Senhora nos inspirou uma oração que começou a fazer parte de nossa história, de nossa comunidade: a oração do MOLDADOS POR MARIA. Consistia em orarmos umas pelas outras, "emprestando nossas mãos a Maria" para que ela pudesse moldar o nosso jeito de ser, para que pudéssemos SER COMO MARIA. E esta é a moção que o Senhor nos dá pelas mãos de Nossa Senhora: LEVANTAR NOVAS MARIAS NESTE MUNDO.

Desde aquela primeira inspiração, 9 anos se passaram e neste tempo, muitas meninas e mulheres puderam experimentar a Graça de ser moldada pelas mãos de Nossa Senhora e de poder entrar em Seu Ventre Santo para ali ser gerada uma nova criatura, uma nova Maria.

Mas eis que, vergonhosamente, por causa da correria, dos afazeres e de tantas outras desculpas fui perdendo esta moção de Deus em minha vida, perdendo os traços de Nossa Senhora... quantas saudades tive da HORA DE MARIA, do momento em que - em comunidade - podíamos nos lançar no colo de Nossa Senhora...
Mas por uma Graça maravilhosa de Deus, que me constrange com seu Amor e Sua Misericórdia, o Silvinho retoma a HORA DE MARIA - que não conseguíamos nos reunir há um bom tempo.

Rezamos, pedimos perdão, choramos, nos lançamos aos pés de Jesus, através das mãos de Maria...
E, por uma palavra de profecia, a voz de Maria se faz presente:

"Minhas filhinhas, eu também senti saudades. Enquanto vocês corriam com seus afazeres, enquanto vocês se preocupavam com as coisas, eu olhava pra vocês. Eu sempre desejei que vocês voltassem para minha presença. Alegro-me por estarem novamente unidas a mim. Eu estou com vocês, eu esperava por este momento, eu esperava para estarem aqui. Obrigada por me olhar, por quererem me imitar. Sejam dóceis de coração. Eu estarei sempre à espera de vocês"

Obrigada, Maria... obrigada! Eu quero ser como você... ajuda-me porque ainda tenho um longo caminho a trilhar e só pela Graça de Deus conseguirei chegar.

Carol Zabisky
Com Deus até o fim, mesmo sem entender!
www.radiobeatitudes.com
08 de Setembro de 2010
Dia da natividade de Maria

Postar um comentário