terça-feira, 17 de março de 2009

São Luís Maria Grignon de Monfort



Nasceu na França em 1673 em uma família numerosa. Muito cedo sentiu o chamado a vocação religiosa e desde então iniciou sua caminhada. Crismado no dia 28 de Abril, São Luís acrescentou em seu nome, MARIA, devido a sua grande devocão a Nossa Senhora, que permeou toda sua vida. Neste dia é comemorada a sua festa. Como Padre, São Luís persuadia seus fiéis a viver a busca de Jesus na pessoa de Maria. Sempre defendia Maria como medianeira de todas as graças. Grande detentor e pregador da palavra de Deus, homem de oração, amante da Santa Cruz, amigo e defensor dos pobres, doentes e oprimidos. Seu grande ideal como Padre foi realmente levar as almas a Jesus pelas mãos de Maria pelo método de consagração total a Nossa Senhora. Este método também é muito conhecido como Consagração de escravidão. São Luís, como bom escravo da Virgem Santíssima, não foi nenhum pouco egoísta, e fez de tudo para ensinar a todos o caminho mais rápido, fácil e fascinante de unir-se perfeitamente a Jesus, que consistia na consagração total e liberal a Santa Maria. São Luís já era homem de sacrifícios pela salvação das Almas, porém a maior penitência foi aceitar as diversas perseguições que o próprio Maligno derramou sobre ele; tanto assim que foi a Roma para pedir ao Papa permissão para ir fora da França, mas ele não concedeu. Na força do Espírito e auxiliado pela Mãe de Deus que nunca o abandonava , São Luís evangelizou e combateu na França o jansenistas que estavam afastando os povos dos sacramentos e da misericórdia do Senhor. São Luís que morreu em 1719, foi quem escreveu o “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, que influencia ainda hoje muitos filhos de Maria, inclusive o Papa João Paulo II que por viver aquilo que São Luís partilhou a nós, adotou para a vida o Totus tuus, isto é, "Sou todo teu, ó Maria". São Luiz foi também um dos grandes apóstolos do Rosário. Em seu livro “O Segredo do Rosário” ele nos mostra concretamente o poder do Rosário de Nossa Senhora e como vivê-lo.
São Luís Maria Grignon de Monfort...rogai por nós!
Postar um comentário