quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Me faz profeta!


Alguns de nós trazemos certo receio ou desconfiança quando ouvimos falar em profecia. Ora ficamos temerosos diante do livro profético do Apocalipse e da forma como o meio secular traduz a profecia, ora não acreditamos realmente que Deus pode falar para seu povo através de alguém pecador e humano. Outras vezes, tentamos a Deus para confirmar se realmente isso existe: ´´fala Senhor!´´, mas o que queremos no fundo é provar se Deus verdadeiramente fala. O profeta é uma pessoa que fala por inspiração divina ou em nome de Deus. Ser profeta no cristianismo é ser aquele que fala por Deus, seja anunciando ou seja denunciando. O profeta, pela graça de Deus, olha adiante de si mesmo e de tudo, indo além do que o povo vê, ouve ou quer, pois alcança o que Deus vê, ouve e quer para seu povo.João Batista, cuja natividade celebramos no dia 24 de junho, é um grande exemplo para nós de vida profética. A relevância do papel de São João reside no fato de ter sido o "precursor" de Cristo, a voz que clamava no deserto e anunciava a chegada do Messias, insistindo para que os judeus se preparassem, pela penitência, para essa vinda. Pelo testemunho de vida de João, a missão profética atingiu sua plenitude. Pela vida profética, a voz divina ecoa pela voz humana. Até que ponto nossa humanidade está aberta para assumir uma vida profética? Deus fala, mas é preciso alguém que O ouça. E, para ouvirmos Sua voz, é necessário que estejamos em intimidade com Ele, para que o barulho e a voz humana que existem em nós não se confundam com a voz divina. Essa confusão, porém, é muito comum, principalmente porque a profecia é algo que foge à razão humana e ao que está acessível aos olhos e entendimentos humanos; sendo assim, se retirarmos nosso olhar de Deus, nos perderemos em nosso próprio olhar, que vai acabar enxergando aquilo que eu queria que fosse dito ou transformado, e não o que é necessidade de Deus para seu povo. O anúncio de Cristo e a evangelização precisam, muitas vezes, da vida profética, pois anunciamos Aquele que cremos, mesmo sem ter visto com o olhar humano. ´´Bem-aventurados os que não viram e creram.´´ (Jo 20, 29) Somos os bem- aventurados, mas também aqueles que trazem a missão de uma vida profética vigorosa, fecunda e muitas vezes desafiadora diante dos homens, pois anunciamos quem não vimos. Só o fato de você crer sem ter visto já revela a natureza profética que existe em você. Portanto, seja um profeta! Você tem em suas mãos a graça que necessita para tal: Deus lhe deu mãos e voz de profeta! Se para você a vida profética é vista como impossível, creia no Deus do impossível e no Espírito Santo de sabedoria, discernimento e luz! Cristo quer falar por sua vida! Prepare, pois, os caminhos do Senhor!
Postar um comentário