terça-feira, 30 de setembro de 2008

“A técnica não é unção, ela é ajuda para a unção”


Um dia Deus olhou para cada um de nós, olhou para as nossas fraquezas, para as nossas misérias, para o nosso nada e simplesmente nos amou e nos escolheu. Ao nos escolher, Ele nos selou com uma vocação: ser COT de coração e de entendimento.Nessa vocação, Deus nos chamou ao serviço dentro de um ministério de música, de formação, de intercessão, de servos, de empreendimentos, e etc. No entanto, não podemos dar para Deus qualquer serviço. Temos que servir ao Senhor com unção. E onde vamos encontrar essa unção? Onde ela está?“ A força das palavras está na unção e a força da unção está na vivência “ (G.R). A unção que temos que ter no nosso serviço está na vivência de uma vida de santidade e na vivência da nossa vocação. “O instrumento de um pescador de almas é uma vida de santidade” (G.R). Se não buscarmos a santidade, se não procurarmos guardar os mandamentos do Nosso Senhor Jesus Cristo não teremos unção no nosso serviço! Assim como, se não vivermos com compromisso, fidelidade e profundidade a vocação que Deus nos deu, nunca teremos unção!Além da unção, Deus nos chama a termos também a técnica. Ela é muito importante. Temos que dar para o nosso amado Deus o melhor, portanto temos que servi-Lo com unção e técnica. A técnica é um grande auxílio para a unção. Porém, ela nunca produzirá frutos sem a unção porque ela não é unção.Querido irmão, Deus te chama a dar o melhor de ti para o progresso do Evangelho. Busque a unção que está na vivência da santidade e da nossa vocação e procure crescer também na técnica, pois assim você conseguirá dar os frutos que Deus te chama a dar.
Postar um comentário