quinta-feira, 18 de abril de 2013

O valor do homem!


Certa vez um conferencista, durante uma exposição, tomou uma nota de 100 dólares e perguntou à platéia que o ouvia: - quem quer esta nota de 100 dólares?
Muitas mãos se levantaram.
Em seguida ele pegou a nota e amassou-a bastante e jogou-a no chão. Depois tornou a perguntar: - quem de vocês ainda quer esta nota amassada? As mãos continuaram erguidas.
Mais uma vez, tomou a nota de 100 dólares amassada, jogou-a no chão e pisoteou-a bastante; e perguntou novamente: - quem de vocês ainda quer esta nota amassada, suja e pisoteada? Todas as mãos continuaram levantadas ainda.
Então o conferencista perguntou: - por que vocês ainda querem esta nota tão judiada? Alguém lhe respondeu: - porque ela ainda não perdeu o seu valor.
Se o dinheiro, algo material, não perde o seu valor, mesmo amassada e pisada, você, muito menos perde o seu valor quando a vida o joga no chão.
Mesmo que você esteja machucado, abandonado e ferido, sempre terá muito valor. Ele está em sua alma e ninguém pode destruí-lo.
Ainda que por causa dos erros que você cometeu, ou por causa das incompreensões dos outros, ou por causa das injustiças que você sofreu, seu valor permanece o mesmo.
Saiba de uma coisa: só você mesmo pode tirar e desprezar o valor que você tem. Ninguém mais.
Prof. Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com

Postar um comentário