sexta-feira, 8 de março de 2013

Conclave terá início no dia 12 de março



Pe_FedericoLombardiHOJE PELA MANHÃ,
o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, iniciou a coletiva do dia ao término da sétima Congregação Geral do Colégio Cardinalício, anunciando que nesta sexta-feira será votada a data do início do Conclave. Provavelmente, o Conclave deverá começar no início da próxima semana, disse o religioso jesuíta.
Estiveram presentes na Congregação Geral da manhã desta sexta-feira 153 purpurados, dentre os quais, os 115 cardeais eleitores. O primeiro ato importante desta manhã foi conseqüência da Constituição apostólica “Universi Dominici gregis”: o Colégio cardinalício deve reconhecer os motivos de ausência dos eleitores que não vieram, precisou Pe. Lombardi.
Dois cardeais eleitores comunicaram que não viriam, o cardeal emérito de Jacarta, Julius Riyadi Darmaatmadja, e o cardeal escocês O’Brien, pelos motivos por eles apresentados. O primeiro por motivo de enfermidade, e o segundo por motivos pessoais. O Colégio cardinalício votou aceitando esses motivos.
Na Congregação Geral desta manhã se pronunciaram 18 cardeais. Ao todo, mais de cem já se pronunciaram. Poucos falaram mais de uma vez, disse Pe. Lombardi.
Entre os temas abordados esta manhã: diálogo inter-religioso, bioética, justiça no mundo. O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé acrescentou que se falou também sobre a importância de um anúncio positivo do cristianismo, sobre o anúncio do amor de forma alegre. Nesse sentido, falou-se muito sobre o anúncio da misericórdia recordando inclusive João Paulo II e o tema da misericórdia.
Falou-se também sobre colegialidade, um tema ao qual comumente se retorna quando se trata do governo da Igreja. De fato, o tema da colegialidade foi evocado várias vezes, bem como da mulher na Igreja.
No sábado se terá Congregação Geral somente pela manhã. No domingo é provável que os cardeais celebrem ou rezem nas igrejas romanas das quais são titulares. Todos os cardeais, recordou, são titulares de uma igreja em Roma e, portanto, têm um laço espiritual com essas igrejas.
Pe. Lombardi destacou um pequeno aspecto interessante: a iniciativa no site web “Adopt a Cardinal“, à qual muitas pessoas aderem recebendo o nome de um purpurado, assumindo assim o compromisso de rezar por ele. Tem-se conta de 220 mil pessoas que já se inscreveram e participam desse movimento de oração mediante o auxílio do site.
Casa Santa Marta, onde os cardeais estão hospedados
Casa Santa Marta, onde os cardeais estarão hospedados durante o conclave
Durante a coletiva, imagens do Centro Televisivo Vaticano (CTV) mostraram a “Casa Santa Marta“, onde os cardeais estarão hospedados no período do Conclave.
Respondendo a uma pergunta, Pe. Lombardi ressaltou que com a participação de 115 cardeais é necessário o voto favorável no Conclave de 77 purpurados para eleger o Papa, ou seja, os 2/3 dos votantes.
Retornando ao início do Conclave, o sacerdote jesuíta especificou que se faz, em congregação, o sorteio dos quartos cardeais na Casa Santa Marta. E afirmou que é dada aos cardeais a possibilidade, a quem deles quiser, de se confessar durante o Conclave.
Por fim, Pe. Lombardi afirmou que a segunda e última meditação, a qual será proposta aos purpurados na Capela Sistina, será feita pelo cardeal maltês Prospers Grech, não eleitor. (RL)
Fonte: Rádio Vaticano

Postar um comentário