terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Com qual atitude devemos olhar para o ano novo?

A chegada de um novo ano reacende esperanças, sonhos, alegrias, expectativas, mas como tudo o que é novo, provoca medo e insegurança. Na mensagem para o Dia Mundial da Paz do próximo ano, o Papa Bento XVI aconselha os cristãos a aguardarem 2012 com muita fé e confiança. Um desafio a ser encarado, principalmente pela juventude.
Na mensagem intitulada “Educar os jovens na justiça e na paz”, o Santo Padre reconhece que, em 2011, “houve um aumento no sentimento de frustração devido à crise que atingiu a economia e o trabalho”. O Papa destaca ainda que “uma escuridão parece ter coberto este tempo e não nos permite ver com clareza a luz do dia”. Diante de tais ameaças, é preciso mostrar ao jovem que a nossa esperança deve estar alicerçada em Deus.
Em meio a tanta falta de esperança, a força própria do jovem é que deve estar no centro das atenções. É preciso despertar nos jovens “o apreço pelo valor positivo da vida e suscitar neles o desejo de gastar-se pelo Bem”, afirma Bento XVI. E para isso é preciso escutar e valorizar a juventude.
Acreditando no potencial da juventude, o fundador da Comunidade Canção Nova, monsenhor Jonas Abib iniciou na década de 60 um intenso trabalho de formação dos jovens cristãos. Neste mês de dezembro, o sacerdote completa 75 anos de idade e sua missão alcançou todo o Brasil e se expandiu para outros países.
Na 45ª mensagem da Jornada Mundial da Paz, Bento XVI reitera que a Igreja “olha os jovens com esperança, tem confiança neles e os encoraja a buscar a verdade, a defender o bem comum, a ter perspectivas abertas para o mundo e olhos capazes de ver 'coisas novas'”.
Apesar dos grandes sonhos e força de vontade, o jovem se vê tentado a desanimar perante os obstáculos que encontra. Para superá-los, Bento XVI orienta a não de deixar iludir com ideologias, mas estar firmes em Deus. Ele sim é garantia da liberdade e de tudo o que é verdadeiramente bom e verdadeiro justo e, ao mesmo tempo, amor eterno.
“Não tenham medo de se comprometer, enfrentar o cansaço e o sacrifício, de escolher os caminhos que exigem fidelidade e constância, humildade e dedicação. Vivam com confiança a juventude e os profundos desejos de felicidade, verdade, beleza e amor verdadeiro. Vivam intensamente esta estação da vida tão rica e plena de entusiasmo”. Essas palavras do Santo Padre são as mesmas personificadas por Padre Jonas, como carinhosamente o chamamos. Por meio das pregações, do abraço e do olhar, sempre transmite e anima a todos com seu tão conhecido: “Aguenta firme, meu filho!”

Rodrigo Luiz, jornalista da Comunidade Canção Nova
Postar um comentário