terça-feira, 1 de março de 2011

É preciso parar com a pornografia

Texto de alguém que gastou mais de 20 anos indo atrás de pornografia, nas mais variadas formas: Nestes últimos anos que se seguiram a minha libertação da pornografia, em 1998, Deus me ajudou a ver melhor qual a Sua perspectiva com relação a ela. De modo geral, a pornografia afeta negativamente quem a vê, independente de credo religioso, sexo, ou idade. Aqui está minha lista de razões para explicar porquê:

1) A pornografia alimenta a luxúria dos olhos e da “carne”, que nunca se satisfazem. Ela faz com que o espectador fique desejando mais e mais para poder atingir o mesmo nível de “sensação sexual”. Facilmente torna as pessoas escravas de seus próprios desejos desordenados e abre as portas para outras formas de mal, como a raiva, o abuso, a violência, o ódio, a mentira, a inveja, a compulsividade e o egoísmo. O poder por trás da pornografia se revela na hora que o viciado em pornografia tenta parar com seu hábito – é virtualmente impossível sem ajuda.

2) A pornografia sexualiza a visão de mundo do usuário. Muda sua perspectiva de modo que o sexo se torna de forma artificial algo que domina seu pensamento. As imagens pornográficas ficam estampadas no cérebro de quem as vê, com a ajuda dos hormônios liberados durante a excitação sexual. Mesmo que a pessoa decida parar de ver pornografia, as imagens do passado podem permanecer por anos ou mesmo pela vida toda.

3) A pornografia promove práticas destrutivas, e pode levar a um vício crescente. Por exemplo, os sites pornográficos costumeiramente apresentam links e pequenas imagens com links para todo tipo de perversão sexual que você possa imaginar, tais como pedofilia, homossexualidade, bestialidade, necrofilia (interesse sexual em cadáveres), masoquismo (prazer a partir de abuso ou sofrimento), estupro e sadismo (gratificação em infligir dor física ou mental em outras pessoas). A exposição do usuário de pornografia a esses temas naturalmente aumenta a possibilidade dele tentar aplicar na prática o que viu. Isso pode levar a crimes sexuais, como os de Ted Bundy (N. do T.: Preso por estuprar várias mulheres, confessou que era aficionado por pornografia.).

4) A pornografia intensifica a vontade de buscar só a própria satisfação, ao invés de servir a outra pessoa. Por exemplo, a masturbação, que tipicamente se segue a visualização de pornografia, reforça uma orientação de satisfação sexual voltada só para si mesmo (ou seja, luxúria), o que pode prejudicar a habilidade de doar e receber amor.

5) O vício em pornografia pode levar a prejuízos financeiros. A conveniência do pagamento por cartão de crédito na Internet encoraja o excesso nos gastos. Além do mais, os editores de pornografia enchem áreas da Internet com banners e –emails, atraindo potenciais usuários com pornografia gratuita. Uma vez “presos” ao site devido a pornografia gratuita, os usuários têm que pagar para ver mais.

6) Ao ver ou comprar pornografia os usuários estão financiando a indústria pornográfica e facilitando seu crescimento. Ao ver pornografia, o usuário também está contribuindo para a exploração sexual das pessoas envolvidas nas imagens que está vendo.

7) Ver pornografia pode prejudicar as relações familiares, sem mencionar a crescente chance da esposa ou dos filhos encontrarem material pornográfico. Pode também ser inspirar o usuário na direção de atitudes de incesto, que é um tema comum na pornografia. Outras coisas que a pornografia pode inspirar no usuário (que por sua vez pode afetar a família) incluem frustração sexual, mentiras, abuso, traições, dívidas, comportamento violento e pensamento irracional.

8) Ver pornografia no trabalho pode prejudicar a reputação da pessoa, diminuir sua produtividade no trabalho ou mesmo levar a uma demissão. Pode também inspirar relacionamentos doentios ou inapropriados com colegas de trabalho.

9) Ver pornografia pode prejudicar a vida sexual atual ou futura dentro do casamento. Os viciados em pornografia podem achar difícil usufruir a intimidade verdadeira com sua esposa quando estão na verdade tendo fantasias com outra pessoa! Além do mais, a pornografia constrói uma percepção irreal das relações sexuais. O sexo na pornografia é um retrato ou um ato feito para usufruto do espectador. Pega o que Deus queria como expressão privada de amor entre marido e mulher, e prostitui isso para o entretenimento de outros. Quando uma pessoa vem olhando imagens sexuais de outras pessoas por diversão, ele ou ela passa a ter uma visão desvalorizada, destorcida do sexo. Isso por sua vez fará com que o sexo com sua esposa se torne desvalorizado ou não mais apreciado.

10) Ver pornografia vai aumentar a tendência do usuário a mentir, pois ele ou ela terá um desejo natural de manter isso em segredo, para evitar críticas, vergonhas, embaraços, ou então ter que deixar o hábito.

11) Ver pornografia pode levar uma pessoa a ficar viciada em masturbar-se.

12) Ver pornografia traz sérias consequências espirituais. Por exemplo, abre espaço para a opressão espiritual e confusão espiritual na vida do espectador. O poder por trás da pornografia é inerentemente mau. Deseja controlar e dominar a vida da pessoa, enquanto permite que outras formas de mal ganhem espaço em sua vida. Uma vez que a pessoa começa a ver pornografia, seus olhos se tornam a porta por onde o poder do mal entra neles. À medida que ganha influência, o mal pode cegar a pessoa, tirar a habilidade de discernir entre o bem e o mal. Quanto mais os valores morais se tornam esmaecidos, mais a confusão se estabelece.

13) Ver pornografia ajuda você a começar a acreditar nas MENTIRAS que promove. Exemplos de MENTIRAS incluem: dizer que a liberdade sexual traz felicidade; que o sexo com perversão (homossexual, incesto etc) é mais prazeroso que o sexo “normal” heterossexual; que a promiscuidade sexual não tem consequências; que a expressão sexual é um direito, não um dom definido por Deus; que você pode viver uma vida normal com imagens pornográficas passando todo tempo em sua cabeça; que a pornografia não faz mal a ninguém; que o sexo é algo feito primariamente para auto-gratificação; que os atores/atrizes pornôs são as pessoas mais felizes na terra; que os adultos podem ver pornografia sem ter nenhum efeito colateral; que a pornografia vai aprimorar sua vida sexual; que a pornografia é só uma coisa inofensiva que todo mundo vê.

Blog vida e castidade
Postar um comentário