terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

O Peso da Conversão




Uma das coisas que mais me chama atenção nas pessoas, principalmente nos religiosos praticantes, é uma frase dita pelos mesmos que se “converteram”, sairam da sua religião e foram para outra, como quem muda um canal d TV...
Mas o que é pior é que as pessoas que se dizem “convertidas” encontraram um lugar (igreja) onde se sentem mais “a vontade”, encontraram Jesus e o reconheceu como seu salvador. Dai me vem a pergunta: “E na igreja ou religião na qual faziam parte não tinham encontrado Jesus como seu Senhor e Salvador?” Quer dizer que iam para a missa ou culto em vão?
Eis uns dos maiores comentários entre os “convertidos”:
- Ah! Na igreja que eu frequentava não tinha encontrado Jesus como meu único Senhor e Salvador. Mas na igreja [ou religião] que estou encontrei o que eu procurava.
Ai me vem outra pergunta: “Será que a conversão é só mudar de igreja ou religião?”
Conversão é um processo de “mudança radical”, onde mudamos em 100% todas as nosas atitudes, o nosso jeito de pensar, ser, agir, falar… Mudamos a nossa vida…

*Logo, para se converter não precisa mudar de igreja ou religião, mas sim mudar todo o nosso modo de pensar, ser, agir…
A conversão exige do convertido muitas renúncias. O peso da conversão não é tão leve assim quando se está acostumado a fazer coisas que não agradam a Deus. No evangelho de São Mateus 11, 28-30 lemos que Cristo chama para si todos que estão cansados de carregar o seu fardo e o troca pelo fardo que é suave e leve, pois Ele é manso e humilde de coração e aconselha dizendo: “Carreguem o meu fardo e aprendam de mim”.
Sem falar nos demais evangelhos onde Deus, através de se filho Jesus, nos dá diversas missões pra cumprirmos em nossa vida e na vida do nosso próximo.
Essa é a verdadeira CONVERSÃO.

Nayany Mayara( RCC- Pau do Ferros-RN)
Ministério de Pregação
E-mail: nanemaraya@hotmail.com
Postar um comentário